A FDE torna acessível 100 escolas em todo o Estado
...
Com investimento de mais de R$ 81 milhões, a FDE torna acessível 100 escolas em todo o Estado

Com as obras, mais uma centena de escolas já existentes podem atender alunos com deficiência


A Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão vinculado à Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEE), concluiu mais
100 obras de adequação no ano de 2013, tornando ambientes escolares acessíveis aos alunos com algum tipo de deficiência ou mobilidade
reduzida. O investimento total da Secretaria da Educação nessas obras ultrapassou os R$ 81 milhões.

As obras de acessibilidade abrangem serviços como instalação de elevadores, construção de rampas, correção de desníveis, eliminação de barreiras
físicas, colocação de linhas táteis, adaptação de sanitários, demarcação de vagas de estacionamento especiais, entre outras adequações
necessárias aos diferentes prédios escolares, de acordo com a condição e as necessidades concretas de cada edifício. Além disso, outros serviços
também foram realizados concomitantemente com a acessibilização, entre os quais: reforma de ambientes, ampliação, cobertura de quadra
esportiva, instalação de sistemas de segurança e outros.

A variação do tipo e do volume de serviços que cada escola recebe é o que determina o valor das obras, causando a significativa diferenciação
entre os custos individuais, cuja relação pode ser visualizada na tabela a seguir. É de se considerar, ademais, que acessibilizar um prédio de valor
histórico aumenta o valor dos serviços por se tratar de uma intervenção especializada, de modo a não alterar as características originais do edifício
escolar.

Os novos prédios construídos pela FDE são totalmente projetados de acordo com as normas técnicas que definem os padrões a serem obedecidos,
com vistas a proporcionar as condições adequadas e seguras de acessibilidade às edificações escolares.

Esta ação faz parte do programa do governo estadual para garantir pleno acesso à escola aos alunos com deficiência ou mobilidade reduzida, o
que constitui um verdadeiro desafio, já que a rede conta, atualmente, com cerca de 5 mil prédios escolares espalhados pelo território paulista.

http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/Content/uploads/2013121312361_EscolasAcessiveisFDE.pdf


Barjas Negri
Presidente da FDE