COMPLEXO OLÍMPICO E PARAOLÍMPICO
...
PREFEITURA CONQUISTA COMPLEXO OLÍMPICO E PARAOLÍMPICO PARA OURINHOS

Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) é o maior projeto de legado de infraestrutura esportiva dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paraolímpicos de 2016, que compõe o PAC 2, com custo estimado de R$ 3,6 milhões

Ourinhos foi selecionada para receber uma unidade do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE). Durante visita ao ministro do esporte Aldo Rebelo, a prefeita Belkis Fernandes solicitou a inclusão do município para ser contemplada com este importante equipamento esportivo.

Nesta semana, o Governo Federal divulgou as cidades contempladas. “É uma ótima notícia. Posso dizer que foi um grande presente que Ourinhos ganhou na semana de seu aniversário. Agradeço a confiança do Governo Federal e do Ministro Aldo Rebelo. Tenho certeza que o CIE vai mudar a vida de nossos jovens”, ressaltou a prefeita Belkis.

CIE DE OURINHOS

O modelo selecionado para Ourinhos, que será construído na Vila Margarida é o maior e mais completo com custo estimado de R$ 3,6 milhões, com terreno de 7.000m² e área construída de 3.750m², e contempla Ginásio Poliesportivo com Área de Apoio (administração, sala de professores/técnicos, vestiários, vestiários acessíveis, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia, sanitário público, requisitos de acessibilidade como rampas, plataforma elevatória, banheiros adaptados, portas mais largas, espaço para cadeiras nas arquibancadas), Estruturas de atletismo.

O anúncio dos municípios selecionados foi feito nesta terça-feira (10) pelo ministro do Esporte Aldo Rebelo e publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (11) através da Portaria Nº 298. “As cidades recebem um equipamento planejado, com medidas oficiais e o melhor material para a construção e espaço para a prática de 13 modalidades. Eles estão destinados a treinar o atleta de alto rendimento e também a fornecer a prática de atividade física de lazer, ou educacional ou de entretenimento”, afirmou o ministro. Serão 285 centros, distribuídos em 263 municípios, com foco em 13 modalidades olímpicas, seis paraolímpicas e uma não-olímpica.

Aldo Rebelo agradeceu prefeitos e prefeitas por terem encontrado dentro do prazo um terreno livre de qualquer impedimento jurídico para o pleno uso na construção do Centro de Iniciação ao Esporte. “O Ministério do Esporte vai oferecer toda a assistência e acompanhar passo a passo para ajudar as prefeituras a superar as dificuldades e as adversidades na construção desse equipamento para que sejam entregues à população antes das Olimpíadas”, completou.

De acordo com o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Parsons, esse é um passo muito grande na direção de se trabalhar melhor o esporte paraolímpico. “O governo federal contempla sem diferenciação os esportes olímpicos e paraolímpicos, dando as mesmas oportunidades aos dois”, apontou.

Segundo o secretário municipal de desenvolvimento urbano Valdir Bergamini, o próximo passo, é participar de um workshop técnico, que ocorre em Brasília no próximo dia 19, quando serão realizadas a análise de compatibilidade do modelo proposto com o terreno indicado, apresentação da documentação à Caixa para contratação, assinatura do Termo de Compromisso, adaptação do projeto conforme a realidade local bem como elaboração do Plano de Gestão a ser aprovado pelo Ministério do Esporte.

Em seguida, o município terá até 28 de fevereiro de 2014 para contratação da operação e até 28 de abril para realização de sondagem, ajuste no projeto de fundação e elaboração do projeto de implantação.

Já a obra deverá ter início após 180 dias da contratação. Apesar dos prazos extensos, a prefeitura acredita que a construção inicie ainda no primeiro semestre de 2014.

O QUE É O CIE

O CIE é um dos maiores projetos de legado dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paraolímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro e beneficiarão todo o Brasil. Com ginásios poliesportivos e outras estruturas que podem receber até 13 modalidades olímpicas, seis paraolímpicas e uma não-olímpica, o CIE é parte do objetivo de disseminar a prática do esporte em todo o país, oferecendo espaço para o desenvolvimento da base do esporte de alto rendimento.


O Ministério do Esporte recebeu as propostas e selecionou as que se enquadravam nos critérios estabelecidos. Os municípios puderam escolher entre três modelos de CIE, conforme o tamanho do terreno disponível.

MODALIDADES ESPORTIVAS

13 MODALIDADES OLÍMPICAS: Atletismo, Basquetebol, Boxe, Handebol, Judô, Lutas, Tênis de Mesa, Taekwondo, Vôlei, Esgrima, Ginástica Rítmica, Badminton e Levantamento de Peso.

6 MODALIDADES PARAOLÍMPICAS: Esgrima de cadeira de rodas, Judô, Halterofilismo, Tênis de Mesa, Voleibol Sentado e Goalball

1 MODALIDADE NÃO-OLÍMPICA: Futsal